Connect with us

Destaque

Veja alguns dos motivos que fizeram o caso Neymar/Najila ser arquivado

Published

on

Como já sabemos, a Justiça arquivou ontem definitivamente as investigações contra Neymar por estupro. Seguiu recomendação do MP (Ministério Público) que argumentando “não haver provas suficientes do que foi alegado pela própria vítima”. O É ESPORTE fez uma análise de algumas razões que foram importantes para formar este entendimento por parte das duas promotoras que trabalharam no caso.

O VÍDEO

O primeiro foi a ausência do vídeo que a modelo teria feito na noite seguinte ao suposto estupro, segundo ela, seria uma prova do crime. Najila mencionou a gravação no dia em que registrou o boletim de ocorrência. Até chegou a mostrar os 66 segundos que mais tarde seriam exibidos pela imprensa. Os policiais civis pediram para baixar o arquivo no computador, mas ela se recusou.

O CELULAR

Não entregar o celular atrapalhou outras partes da versão apresentada pela suposta vítima. A segunda contradição foi ela dizer que depois que Neymar deixou o quarto em Paris começou a entender o que havia acontecido e se sentir muito mal. Abalada, teria feito uma vídeo-chamada longa para uma pessoa próxima no Brasil.

AS CONVERSAS

Outra parte que ficou sem seguimento foram os diálogos. Najila poderia ter mostrado conversas com amigos e parentes indicando que tinha acontecido o estupro. A modelo falou que havia tais conversas, mas o celular jamais foi entregue as autoridades.

AS LESÕES

Os últimos motivos que formaram a convicção de que não é possível apontar culpa de Neymar vieram da ordem médica. Najila apareceu na delegacia afirmando que sofreu lesões íntimas e que haveria exames comprovando. O ginecologista que a modelo se consultou prestou depoimento.

A Polícia Civil chegou a propôr uma conversa entre o advogado da modelo e o médico para ter acesso ao material. A posição era irredutível e o inquérito foi fechado com a ficha do atendimento, que contém muito menos informações que o prontuário. Mais uma vez a modelo impedia a produção de provas que poderiam ajudar a confirmar a acusação que fez.

As promotoras ainda avaliaram as lesões nas nádegas que apareceram em fotos e foram atestadas em uma consulta no Albert Einstein à qual Najila se submeteu em 24 de maio, uma semana depois de deixar Paris. O entendimento das promotoras é que as marcas eram resultado de um encontro íntimo que ela e o jogador tiveram e foram resultado de satisfação mútua durante o ato sexual.

Neymar ta livre, já Najila….

Com base em todos estes fatores, o MP  (Ministério Público) informou o arquivamento do inquérito à Justiça. Até que novo fato comprometedor apareça, o atacante vai seguir sua carreira livre e em paz. Najila atualmente está na Bahia e já matriculou o filho em uma escola. Mas ela é investigada em São Paulo por denunciação caluniosa e suposta tentativa de extorsão. O caso está perto de acabar para Neymar, ja para a modelo, a coisa ainda está longe de ter um fim.

Thiago é Baiano, que mora no Rio de Janeiro. Tem 26 anos, é Roteirista de TV, Teatro e Cinema. Ja produziu espetáculos de teatro e atualmente grava uma série para TV fechada. Estudou na Hollywood Film Academy.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Copyright © 2019 É ESPORTE Todos os direitos reservados | As Matérias podem ser compartilhadas desde que se de a fonte | Criado Pela AGNC Serviços-SP

Translate »
error: A Copia é permitida desde que a fonte Eesporte Brasil seja citada!!! O uso sem a citação da fonte pode acarretar em direitos autorais.